Cama, mesa e banho – mais cozinha, na verdade

Somente depois de uma semana rodando a cidade a pé é que o Monstro encontrou um lugar que vendesse panelas para equipar sua cozinha novaiorquina e conseguir preparar em casa parte das refeições que comeria a partir de então. Verdade que a procura era aleatória, sem uma pesquisa sobre o assunto, e também que ele havia passado pela Bowery, avenida que em alguns pontos lembra a rua Paula Souza, em SP, onde se vendem equipamentos de cozinha para especialmente restaurantes, mas tirando isso, não tinha visto panelas  úteis em nenhum lugar.

Panelas baratinhas compradas no Bed, Bath & Beyond

Foi numa dessas caminhadas, entretanto, que encontrou o Home Depot, grande rede de material de construção que se espalha pelos Estados Unidos. Eles não tinham panelas, mas o funcionário deu a dica de onde encontrá-los ali naquela região entre Chelsea e Flatiron, Downtown Manhattan: Bed, Bath & Beyond – Cama, banheira e além.

Primeira refeição feita com as panelas - um macaroni and cheese bem improvisado

Finalmente encontrou o básico de que necessitava (uma para cozinhar massa e uma assadeira para carnes e molhos), e viu muito mais para equipar a cozinha, desde o catálogo quase todo da Le Creuset até eletrônicos modernos para cozinhas. Mas o orçamento é limitado, e a busca é pelo simples – As duas panelas procuradas por US$ 25 (juntas), um achado. Afinal, no passado o Monstro já se referiu a um quadro do New York Times em que se fazia a apologia do simples, dizendo que para quem cozinha de verdade, o básico é suficiente para preparar de tudo. Além do mais, a cozinha caseira vai preparar coisas simples, pra economizar, sem buscar muitos lampejos de monstruosidade culinária.

O exemplo disso foi a primeira refeição de verdade preparada com os equipamentos na cozinha de NY. Após comprar uma caixa de penne De Cecco (por US$ 3, mais barato de que em São Paulo) cozinhou a massa e serviu com um molho usando sobras de queijo cheddar comprado já ralado, leite e dois ovos batidos, improvisando, mas alcançando um bom sabor para o jantar.

Nesta refeição, o Monstro serviu o segundo vinho californiano experimentado em Nova York, o Cabernet Sauvignon Woodbridge, de Robert Mondavi. Mondavi merece um post à parte, já que ele é quase o Henry Ford da vinicultura, desenvolvendo a técnica de produção de vinhos na Califórnia e fazendo com que a bebida produzida nos EUA ganhasse reconhecimento internacional. Apesar do lado positivo, ele também é criticado por  “plastificar” o vinho ao tornar o processo mais técnico e menos artesanal, como os franceses defendem que deve ser. O vinho foi comprado em uma pequena loja de bebidas na avenida 1, custou US$ 9 e era bom, mas nada excepcional, havendo coisas melhores na mesma faixa de preço.

O cabernet sauvignon de Mondavi - US$ 9

SERVIÇO:
Bed Bath & Beyond
Chelsea
(212) 255-3550
620 Sixth Ave
entre a 18th e a 19th
New York, NY 10011
Com mais dois endereços ali por perto

Leia também:
Não reclame – NYT declara guerra aos reclamões

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s