De volta à cozinha – especialidades em casa nova

Risoto de camarão, o preferido da esposa

As comidas bagunçadas, gordurosas e trash têm dominado a atenção deste diário, mas não são só elas que fazem o cotidiano alimentar do Monstro em Nova York. Grande parte das comidas do dia-a-dia são bem parecidas com as da dieta cotidiana no Brasil (um tanto mais saudáveis que as das fotos abaixo), adaptadas, naturalmente, a ingredientes um pouco diferentes e a uma cozinha bem menos equipada.

Os camarões refogados

Mesmo assim, uma das principais especialidades na arte de agradar o paladar da esposa continua ganhando vida, com sabor levemente diferente, mas nada decepcionante. Se tem arroz arbóreo, camarão e queijo, ela vai ficar satisfeita.

Arroz arbóreo no começo da receita

O arroz está à venda nos supermercados mais arrumados, como o Food Emporium, onde também há camarões. Desde  que a esposa se tornou alérgica à casca de crustáceos, é preciso preparar eles em casa, sem a carapaça, em vez de correr risco nas ruas.

A receita é a mesma do padrão brasileiro: camarões são lavados e temperados, e em seguida refogados e reservados. Na mesma panela, vão manteiga, cebola e o arroz, que refogam e depois são afogados em vinho branco. O arroz é incorporado a caldo (desses comprados prontos, que aqui vêm em caixinhas em vez de tabletes) até ficar uma boa textura cozida, quando ganha queijo gorgonzola e os camarões de volta, ficando bem cremoso. Isso é fácil, delicioso e até chique de se fazer em casa.

Meatloaf com fatias de peperoni

Mas no cotidiano mesmo tem coisas mais simples ainda, como o bolo de carne, prato típico americano que o Monstro faz regularmente no Brasil. Aqui ele ganhou um complemento bem local na forma de fatias de pepperoni, a lingüiça italiana picante tão popular em todo o país. A carne moída é temperada e misturada com a lingüiça, é incorporada com um ovo para formar o bolo, temperada com cebolas e molho barbecue e depois assa no forno. A lingüiça deixa o prato mais forte, bom para comer com pão e salada num dia comum.

Ah, e um pouco de salada, para fugir do estigma de alimentação trash...

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s