Calma, mãe. Eu tô comendo salada também…

O enorme predomínio de podreiras, comida junkie e fast food aqui no blog levantou à preocupação generalizada das poucas pessoas que acompanham este diário. O passeio pelo histórico de massas, bolos, frituras e hambúrgueres fez muita gente já se preparar para ver o Monstro voltar ao Brasil com o dobro do tamanho original. Este post é para mostrar que, por mais trash que seja a dieta média de quem vive por aqui, o cotidiano também inclui comidas saudáveis. A diferença é que elas não merecem destaque aqui no guia guloso da grande maçã.

Saladinha comprada já misturada e higienizada, misturada com molho e servida como refeição em casa

O principal motivo de isso acontecer é que a maior parte das refeições mais saudáveis são baseadas simplesmente em saladas, e como folha é folha, o Monstro prefere comer as suas em casa, que sai menos custoso ao bolso. Claro que há restaurantes especializados em comidas naturais e em saladas, e que vai ser preciso falar deles em algum ponto, mas a principal fonte dessas comidas mais verdes é mesmo o supermercado.

Os pacotes, suficientes para duas pessoas, cada, custam a partir de U$ 2 e podem ser encontrados em qualquer supermercado

Qualquer um dos mercados daqui de Nova York têm suas prateleiras de aladas tratadas, misturadas e higienizadas (as mesmas que existem no Brasil, por mais que sejam mais caras por aí). Os pacote que servem para duas refeições custam desde U$ 2. Aí é só misturar com um molho, juntar com um pedaço de galinha grelhada, uns camarões refogados ou algo do tipo e isso vira a refeição caseira… Todos hão de concordar que não vali ficar tirando foto e publicando posto sobre isso toda vez, né?

Os supermercaos também vendem ótimos molhos, que ainda modem ser misturados a azeite para dar mais sabor

Para quem não tem um lugar que possa chamar de casa aqui na Grande Maçã, sem poder comprar dessas saladas para montar o prato em casa, a sorte é que os supermercados também têm versões já montadas de pratos saudáveis, que podem ser comidas em qualquer lugar e que saem mais baratas de que pedir uma salada em um restaurante. Em restaurantes em que há essa opção, a salada como refeição vai acabar custando perto de U$ 10, o que é muito acima do que se pretende gastar com folhas.

Aqui as folhas já foram misturadas ao molho e ganharam um pouco que queijo ralado como cobertura. Uma refeição fácil, barata e, finalmente, saudável

Comprando o pacote só das folhas, é só montar a salada. Além de azeite de oliva, vinagre, limão, laranja e temperos básicos, os supermercados oferecem molhos prontos. O Monstro comprou alguns deles, incluindo um em que predomina o gergelim, outro de maionese com wasabi, um de pimenta, além do molho barbecue.

Foi só aqui em Nova York que o Monstro incorporou a técnica de restaurantes para servir salada. Ela é colocada em uma tijela, ganha aproximadamente 2 colheres de sopa do molho e é “mexida”, tossed, como dizem por aqui, para que todas as folhas peguem um pouco do gosto o molho e nenhuma fique mergulhada nele. É a melhor forma de usar pouco molho e manter a salada light de verdade.

Com as saladinhas quase diárias em uma refeição caseira, o Monstro se sente sem culpa para mergulhar nas podreiras nas outras refeições, afinal, o mais importante PE aproveitar os seis meses por aqui para conhecer o máximo de comidas diferentes para montar o guia mais completo e personalizado da gastronomia local. E mesmo que ele volte um pouco “maior” de que veio para os EUA, isso já estava no cálculo da viagem… Na volta é só subir na esteira e correr atrás da antiga forma física.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s