Arquivo do dia: 17/07/2010

Run, tourist, run

A Times Square é o paraíso dos turistas e dos restaurante em estilo casual diner, com temas característicos, comida plastificada e sem muita graça a preços relativamente baixos – refeições familiares para os milhões de viajantes norte-americanos que são a maior parte das pessoas que passam por ali todos os anos. Em poucos quarteirões, reúnem-se Friday’s, Applebees, Planet Hollywood, Hard Rock Café, Red Lobster, Ruby Tuesday, Olive Garden e o Bubba Gump. Em todos eles é possível ter refeições minimamente respeitáveis por menos de U$ 30 por pessoa, mas nenhum oferecerá nada absurdamente memorável.

Cada mesa do Bubba Gump tem uma plaquinha com tema do filme que é usada para chamar a atenção dos garçons

Algumas dessas redes internacionais de restaurantes padronizados são grandes e têm lojas até no Brasil, mas outras são menores. Um dos que é mais a cara da praça onde ficava o jornal “New York Times” no passado é também um dos restaurantes de temas mais bizarros, o Bubba Gump. O estranho dele é que o tema escolhido foi o filme Forrest Gump, que inspira o nome do restaurante, sua decoração, o cardápio e até o atendimento. O lugar é tão voltado a turistas que todo mundo que chega no restaurante é recebido com boas vindas acompanhadas de uma pergunta sobre olugar onde vivem, já que nenhum nova-iorquino vai lá.

Toda a decoração segue temas relacionados ao filme Forrest Gump

O Bubba Gump tem mais de 30 lojas espalhadas por diferentes países, especialmente os Estados Unidos. A rede foi criada em 1996, dois anos após o lançamento do filme, e tira o nome da parceria entre o personagem principal e seu amigo Bubba, que aparece no filme falando sobre a tradição de pesca de camarão e as formas de preparar o crustáceo. Daí sai a maior parte do cardápio do restaurantes, que se diz especializado em camarão e tem isso em quase todos os pratos. A empresa dona da rede alega que a ideia de abrir os restaurantes veio do estúdio que lançou Forrest Gump, e por isso todos os temas do Buba Gump têm a licença de serem relacionados com o filme.

O prato com camarões grelhados, linguiça e purê, mais bonito de que bom

Para quem apenas está no centro turístico de Nova York e quer comer bem, por mais curioso que pareça ao tema do Bubba Gump, a preocupação deles é mais com a ligação com a história do filme de que com a qualidade da comida em si. Muitos pratos até soam interessantes, mas a comida não passa de regular.

O Monstro visitou o restaurante e experimentou um prato em que randes camarões eram grelhados na churrasqueira e servidos com purê de batatas, linguiças francesas e um molho apimentado (cerca de U$ 20). Os camarões tinham um tempero bom, mas pareciam ter sido congelados, sem a textura deles frescos. O resto do prato não chamava nada a atenção.

O sanduíche de peixe frito, crocante e melhor de que os camarões

A esposa fugiu dos crustáceos e pediu uma das poucas opções sem eles, o fishwich, um sanduíche de peixe frito que era quase um fish and chips. O peixe estava saboroso e com capinha bem crocante, melhor de que a especialidade da casa, e o prato era imenso por cerca de U$ 15.

A comida estava ok, e o preço era relativamente baixo em comparação com outros restaurantes de verdade, mas refeição não foi nada memorável, e a decoração chama mais atenção de que o próprio camarão. É um lugar muito mais para um passeio bem turístico de que para comer bem.

Anúncios