Depois do desgosto

Nenhum sabor mudou tanto no meu paladar ao longo da vida quanto o do curry. Quando criança, bem antes de começar a mexer com comida e a buscar o onivorismo perfeito (experimentando todos os pratos que pudesse), tinha minha lista de “desgosto”. Como acontece com todo mundo, havia as comidas de que não comia, fosse por paladar ou por frescura, mesmo.

E o tempero amarelado da culinária indiana encabeçava a lista de comidas de que não gostava (juntamente com fígado, quiabo e muitas outras). Neste caso, não era frescura. Até o cheiro do curry me incomodava, e por isso passei anos sem me aproximar dele.

Até que, já Monstro na Cozinha, fui convidado para um jantar na casa de amigos e dei de cara com um frango ao molho de curry como prato principal. Aí não teve mais frescura, pensei na tese de Jeffrey Steingarten (de que podemos gostar de qualquer comida se a experimentarmos por 7 vezes) e resolvi comer.

O interessante foi que gostei. Achei o sabor intenso e interessante, e agora até o cheiro me agradava. Comi, repeti o prato, e ainda comentei com os amigos que haviam convidado que era a primeira vez que comia, de verdade, curry.

Depois disso, em Nova York, passei a comer mais vezes o curry, a conhecer melhor a história dele. Diz-se que curry é o nome genérico de “molho” na índia, e que esse pó amarelo é como os ingleses ajudaram a expalhar pelo mundo. Conheci também a Garam Masala, mistura de temperos secos e triturados que são realmente a base de muitos pratos da culinária verdadeiramente indiana. E passei a fazer  regularmente pratos com molho de curry (ou Garam Masala) em casa.

Assim veio este almoço, um filé de peito de galinha com molho de curry e cubos maçã.

Primeiro refoguei a galinha, com tempero pronto de ervas. Depois retirei e refoguei as cebolas e as maçãs. Joguei um pouco de rum para dar sabor. Temperei com o curry em pó, desses comprados no supermercado, mesmo. Adicionei um pouco de água para formar um caldo. Retornei os pedaços de galinha e finalizei cobrindo tudo com iogurte natural.

O contraste do doce da maçã com o picante e forte do curry é o grande destaque do prato. O Iogurte dá uma textura interessante e ajuda a amenizar o curry, sem perder a característica do prato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s