Pernil de bodega

A carne macia, se desfiando e deliciosamente gorda e saborosa do pernil comido no almoço do domingo ao longo de uma tarde de cervejas compensou o trabalho de carregar a perna de porco com 10 kg por cinco quarteirões. Não foi a primeira vez que preparei perna de porco no forno, mas sempre repito que assar carne no forno é uma das especialidades e provavelmente a maior diversão do monstro na cozinha.

Paguei R$ 50 pela enorme peça de perna traseira de porco. Em casa, juntei tudo o que havia de tempero: ervas, pimentas, tomates, cebolas, mostarda, azeite, cerveja preta, sal e açúcar mascavo. Preparei uma mistura e espalhei por cima do porquinho. Deixei ele temperado assim marinando na geladeira durante toda a noite e logo às 7h da manhã no forno bem baixo.

Só voltei a abrir o forno 5 horas depois, quando a peça estava assada e a carne quase se desfazia. Claro que era comida demais, e que agora há pernil em casa para comer por um mês inteiro.

Anúncios

Uma resposta para “Pernil de bodega

  1. Sensacional!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s