Voltando às origens, encontrando novidades

Nascido no Recife e criado feliz da vida em meio a todas as comidas regionais que podia imaginar, precisei viajar para Campina Grande durante o São João para conhecer um preparo novo com carne de sol. Foi lá, no bar do cuscuz que descobri que existe uma receita com creme de leite e queijo, deliciosa, mas que não é tão conhecida assim no Recife – é a carne de sol com natas, em que os cubos da carne são mergulhados em um delicioso molho branco.

Passei na feira do Pacaembu no fim de semana e comprei carne seca (como tratam a carne de sol por aqui) por R$ 10 meio quilo, comprei também um pedaço de queijo coalho ( custa R$ 22 o quilo lá na feira) e repeti o prato em casa junto com macaxeira (a tradicional nordestina, amarela e molinha, não a mandioca branca).

Segui uma receita sugeria pela mãe, monstra na cozinha, ela também. A ideia é refogar a carne com cubos de cebola e depois juntar uma mistura de creme de leite com queijo de coalho triturado, para formar o caldo. Funcionou, ficou uma delicia e de fato lembrou o prato comido no interior da Paraíba.

Anúncios

Uma resposta para “Voltando às origens, encontrando novidades

  1. No São João deste ano, fui de Recife para Campina Grande e também experimentei a carne de sol com nata no bar do Cuscuz. Maravilhosa por sinal, e realmente nunca encontrei essa forma de preparo no Recife.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s