Um dia na fazenda

_DSC2006

Uma maçã não é só uma maçã. Uma maçã pode ser mais de duas mil frutas diferentes.

Todas essas variedades de uma mesma fruta, e várias outras espécies, podem ser conhecidas em uma fazenda do governo britânico a uma hora de Londres. Em Brogdale, descobre-se que não sabemos nada de verdade sobre as frutas que fazem parte do nosso cotidiano, e que, parafraseando Shakespeare, 2.200 maçãs, com o mesmo nome, têm cores, tamanhos, sabores e perfumes bem diferentes.

Maçãs anãs

Maçãs anãs

A fazenda de Brogdale, em Faversham, abriga a National Fruit Collection, maior coleção de árvores frutíferas do mundo. A coleção inclui 4 mil variedades de frutas como maçãs, peras, cerejas, ameixas e nozes.

A função inicial da coleção é servir de banco genético para cientistas e horticultores, e várias pesquisas são feitas com base nas plantas reunidas ali. Com o tempo, entretanto, a fazenda se consolidou como um ponto de turismo e local para realização de eventos e feiras com foco na alimentação natural. Cerca de 3 mil pessoas vão ao festival das maçãs, realizado no outono, mas a fazenda está aberta e oferece passeios, degustações e eventos o ano inteiro. É um passeio gastronômico bem fora do padrão que se pode esperar de Londres, mas que abre a percepção a respeito de frutas que nos enganamos ao achar que conhecemos.

A coleção reúne 2.200 tipos diferentes de maçãs, algumas tão pequenas quanto cerejas e outras grandes e vermelhas. Na fazenda existem ainda 550 tipos de peras diferentes, 285 variedades de cerejas, 337 ameixas, 19 tipos de marmelo, 42 nozes, 318 tipos de groselha e várias outras frutas como morangos, uvas e framboesas. Muitas das variedades não se encontram comumente no mercado e deixaram de ser plantadas em fazendas comuns há séculos, mas são mantidas ali como forma de preservar as espécies.

Visitantes são guiados em uma caminhada pela fazenda de 60 hectares no condado de Kent, Sudeste da Inglaterra, e apresentados às diferentes espécies e variedades de frutas.. É possível ver as frutas mais variadas e experimentar outras totalmente desconhecidas e retiradas diretamente das árvores, que são cuidadas e não recebem nenhum tipo de agrotóxico.

Os passeios mudam com as estações do ano, e a cada visita experimentam-se as frutas que estão mais maduras naquele momento. Na visita do Monstro, em agosto, eram as ameixas que estavam maduras e prontas para serem colhidas. É bem surpreendente o quanto uma fruta pode ser diferente dela mesma em outra variedade. Cada ameixa experimentada tinha cor, textura e sabor bem diferentes.

Para chegar até lá, é preciso pegar um trem de Londres até Faversham, uma pequena cidade com prédios medievais a pouco mais de uma hora de viagem. Da estação de trem, uma caminhada de 20 minutos leva à porta da fazenda, onde são organizados eventos e onde há ainda um restaurante, uma loja de plantas, uma lanchonete e lojas de alimentos preparados com as frutas. O local tem ainda uma pequena loja com frutas frescas colhidas na coleção, o que já permite experimentar dezenas de sabores diferentes.

A coleção nacional de frutas é propriedade da DEFRA, departamento rural e de alimentação do governo inglês, e a administração é da Universidade de Reading.

Saiba mais no site da coleção

Anúncios

Uma resposta para “Um dia na fazenda

  1. Pingback: Uma cidade de frutas e cervejas | Monstro na Cozinha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s