Sapo no buraco

toad2Os nomes das comidas inglesas às vezes são mais bizarros de que as próprias comidas. Não seria estranho imaginar que muito do preconceito internacional que existe contra a gastronomia britânica vem da rejeição a alguns nomes, que muitas vezes são incorporados ao cardápio tradicional como uma brincadeira com as palavras (Ah, o estranho humor inglês…).

Outro dia o Monstro falava do kidney pudding. Pudim de rim é uma descrição que pode imediatamente afastar um possível comensal. Pois aqui vai mais um: Toad in a hole – quem vai querer comer um prato chamado “sapo num buraco”?

Veja mais fotos do toad in a hole no Tumblr

Toad in a hole em foto do jornal 'Daily Telegraph'

Toad in a hole em foto do jornal ‘Daily Telegraph’

O sapo num buraco é um prato de linguiças assadas no meio de uma massa de yorkshire pudding (mais um nome estranho para uma massa entre panqueca e suflê assada no forno). A Massa em torno das linguiças fica sequinha e serve como acompanhamento da salsichas assadas ali.

O prato faz parte da mesa inglesa há mais de 200 anos, segundo uma reportagem do jornal “The Daily Telegraph”, e por muito tempo foi associado a classes mais baixas, por ser uma comida barata e “vulgar”. Hoje em dia, entretanto, aparenta mais ser um prato para crianças, ou a comfort food que adultos comem para se lembrar da infância e do conforto familiar.

Tanto assim que hoje em dia é mais fácil comer o toad in a hole em casa, de que em bares, pubs e restaurantes. Para quem quiser experimentar, vale tentar pubs tradicionais aos domingos, quando o preparo de yorkshire pudding para o Sunday Roast pode acompanhar o toad in a hole. Outra opção é procurar nos mesmos lugares especializados em comidas tradicionais inglesas listados por terem bons steak and kidney pie. O monstro não lembra de ter visto ele como opção em muitos cardápios, e o que se vê são várias opções congeladas nos supermercados. Foi uma dessas que o Monstro experimentou. A massa estava com ótima textura, mas sem absolutamente nenhum sabor. Pelo menos as linguiças eram bem temperadas.

O nome toad in a hole, diz o jornal, viria do fato de que a massa cresce em torno das linguiças, formando um buraco com elas no meio – e alguém achou que as linguiças ficavam parecendo um sapo dentro de um buraco…

O toad in a hole foi criado no início do século XVIII, quando massas assadas como o yorkshire pudding eram muito populares. Segundo a pesquisadora India Mandelkern, livros de receita do século XIX se referiam ao prato como “um velho prto inglês”

Em 1747, o livro “The Art of Cookery”, de Hannah Glasse, já usava a expressão “in a hole” (em um buraco) para se referir a pratos assados dentro de uma massa de yorkshire pudding – no caso, um pombo. Alguns anos depois, “The Modern Housewife”, de Alexis Soyer, recomendava assar restos de carnes, ou as carnes mais baratas, dentro da massa dessa forma, o que pode ter dado origem ao preparo de salsichas. A primeira menção a “toad in the hole”, entretanto, seria de 1787, mas há registros de receitas de salsichas assadas dessa forma desde 1757.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s