Bolovo inglês

Scotch egg preparado com peixe defumado em vez de carne

Scotch egg preparado com peixe defumado em vez de carne

Em uma das melhores paródias do grupo humorístico Hermes e Renato, o personagem principal decide seguir o modelo da “dieta do palhaço”, em que um documentarista passou um mês se alimentando apenas de McDonald’s, e criar a “dieta do bolovo”, na qual o humorista passaria um mês se alimentando apenas do “bolinho frito de carne e ovo”. A sátira brasileira chegava a contar a história do bolovo, que teria sido inventado quando um caminhão carregado de ovo cozido capotou na estrada, sendo seguido de um caminhão de carne moída e outro de massa. Uma moradora da área do acidente teria juntado os três produtos, jogado no óleo e inventado o bolovo.

Scotch egg do restaurante Canteen, em Londres

Scotch egg do restaurante Canteen, em Londres

Apesar de ser um salgadinho popular em bodegas de São Paulo e outras cidades do Brasil, e apesar de a paródia da TV dizer que o Brasil está no “primeiro lugar mundial no consumo” de bolinho de carne e ovo, o bolovo não é exclusividade brasileira. O scotch egg, uma das comidas mais populares e tradicionais da Inglaterra, segue um modelo bem parecido: um ovo cozido recheando um bolinho de carne. Apesar de ser bem parecido com o bolinho de carne e ovo do brasil, o scotch egg costuma ser preparado não com carne bovina moída, mas com uma instituição britânica chamada “sausage meat”, uma mistura de carnes processadas que se assemelha ao recheio de linguiças, mas que é usada para vários outros pratos.

O scotch egg é uma das guloseimas britânicas mais populares. Todo supermercado tem versões já prontas do bolinho de carne e ovo, que precisam apenas ser esquentadas e servidas. Pequenas bodegas que vendem salgados pela rua também oferecem muitos bolinhos, e há lojas especializadas e barracas que fazem bolinhos artesanais nas principais feiras de Londres.

O pesquisador inglês Andrew Webb diz que o amor dos ingleses pelo bolovo local se dá pelo fato de que o scotch egg pode ser considerado uma versão portátil do café da manhã completão. Em um único bolinho há o ovo, a carne se linguiça e o pão triturado em que o bolo é passado antes de ser frito (a farinha de rosca). Se acompanhado de feijão e tomate, então, é o próprio café da manhã.

O bolovo ideal tem uma capa crocante da fritura, uma carne bem temperada e o ovo continua com a gema cremosa, sem ter ficado totalmente cozida. Webb explica que existe uma forma “correta” de comer o scotch egg. Primeiro, o bolinho deve ser cortado ao meio. Em seguida, morde-se o bolo a partir das pontas, até finalizar.

Os principais mercados de Londres atualmente tem barracas especializadas em bolinhos assim artesanais, preparados e servidos da melhor forma possível. No Borough Market, por exemplo, pode-se comer scotch egg como refeição, acompanhado de salada e batata doce frita.

Há variações ainda que são miniaturas do bolovo tradicional, usando ovo de codorna em vez do ovo de galinha tradicional. Além disso, há lojas apostando em receitas variadas para o bolovo inglês. Alguns usam black pudding misturado à carne, para dar um sabor mais intenso. Em Brighton, no sul da Inglaterra, o Monstro comeu um bolovo preparado com peixe defumado no luar da carne, que fica uma delícia e bem diferente.

Scotch egg do Borough Market

Scotch egg do Borough Market

História
Segundo webb, não existe nada que comprove o momento exato da criação do bolovo inglês. Historicamente, era comum colocar ovos cozidos no centro de outras comidas, para melhorar sua aparência, então seria natural imaginar o surgimento do scotch egg. Segundo seu livro “Food Britannia”, uma das primeiras receitas do bolovo aparece no livro “A New System of Domestic Cookery”, publicado por Maria Eliza Ketelby Rundell em 1809. Segundo a enciclopédia “Oxford Companion to Food”, o prato é inspirado em kaftas indianas, pequenos bolinhos de carne moída.

Apesar de não existir um registro oficial da criação do scotch egg, a loja de departamentos especializada em comidas Fotnum Mason alega ter inventado a iguaria.

Segundo a Fortnum Mason, nos anos 1730 os donos da loja investiram na criação de comidas que servissem para viajar, servindo como lanche e refeição portáteis enquanto as pessoas eram transportadas durante longas viagens pelo interior da Inglaterra em carroças. Foi nessa época que a empresa criou a ideia de ovos cozidos inseridos em uma mistura de carnes e frito, um lanche completo, cheio de proteínas, para deixar a fome distante.

A Fortnum Mason diz que o nome não tem nenhuma relação com a Escócia, apesar de scotch ser o termo em inglês para se referir a “escocês”. Na verdade, na época, o termo “scotched” era usado para se referir a “processado”, portanto, em vez de ovo escocês, trata-se de um ovo processado.

Assista abaixo ao vídeo humorístico Hermes e Renato sobre o bolovo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s