Arquivo do mês: maio 2017

“Comendo Londres” na Folha de S.Paulo

O caderno Turismo da “Folha de S.Paulo” publicou uma reportagem sobre o livro “Comendo Londres: Um guia para amar a pior comida do mundo.

Leia abaixo um trecho da reportagem, ou clique aqui para ler o texto completo no site da Folha.

“Conhecida mundo afora por uma culinária classificada como menos apurada que a da França, por exemplo, a Inglaterra tem pratos tradicionais que podem parecer estranhos para outros paladares. Caso da gelatina de enguia ou do pudim de rim.

Mas a verdade é que comer na capital inglesa não foi nenhum sofrimento para ele, que em 2013 viajou à cidade para fazer um mestrado. Apaixonado por comida, encontrou alguns dos melhores restaurantes do planeta na capital, produtos de diferentes países e uma culinária local renovada, com releitura de receitas tradicionais.”

“Comendo Londres” em entrevista ao jornal “O Globo”

O jornal “O Globo” publicou uma entrevista sobre o livro “Comendo Londres”.

“Não ouse falar mal da gastronomia inglesa para o jornalista Daniel Buarque. Ele não só defende a qualidade e a variedade da comida britânica como escreveu um livro sobre isso”, diz o jornal.

“Pergunta – Afinal, a má fama inglesa é mito mesmo?

Resposta – É, no mínimo, um grande exagero. É verdade que os ingleses têm uma relação menos apaixonada por comida do que os franceses, por exemplo. É verdade que a comida tradicional inglesa é rústica e simples, talvez até estranha para o paladar brasileiro. Mas dizer que come-se mal em Londres hoje em dia é totalmente falso, um mito e um estereótipo. Não faltam opções de comida inglesa ou internacional de alta qualidade e a preços acessíveis. Hoje é possível comer tão bem em Londres quanto em Paris, ou até melhor.”

Clique aqui para ver a entrevista completa

Lançamento de “Comendo Londres” em São Paulo

O livro “Comendo Londres: um guia para amar a pior comida do mundo” foi lançado em São Paulo no dia 10 de maio de 2017. O lançamento aconteceu no Deep Bar 611, um pub na Barra Funda.

“Comendo Londres” na rádio Jovem Pan

A rádio Jovem Pan transmitiu uma entrevista sobre o livro “Comendo Londres: um guia para amar a pior comida do mundo”

O âncora Paulo Pontes conversou com o autor do livro ao vivo na manhã de quinta-feira, 11 de maio de 2017.

Ouça abaixo a entrevista completa

“Comendo Londres” na rádio CBN

O livro “Comendo Londres” foi tema de uma deliciosa conversa transmitida pela rádio CBN para todo o país.

Conversei por quase 20 minutos com a âncora Petria Chaves no programa Revista CBN de sábado, dia 13. Falamos sobre a origem do preconceito contra a comida inglesa, tratamos das comidas mais estranhas da gastronomia britânica e discutimos algumas dicas de bons restaurantes para comer em Londres.

Clique aqui para ouvir a entrevista no site da CBN

“Comendo Londres” está à venda nas grandes livrarias, como a Saraiva. Clique aqui para adquirir o seu

Onde comprar o livro “Comendo Londres: um guia para amar a pior comida do mundo”

“Comendo Londres” na vitrine da Livraria Martins Fontes, em São Paulo

O livro “Comendo Londres: Um guia para amar a pior comida do mundo” já está à venda nas principais livrarias do país, tanto nas lojas físicas quanto pela internet.

O livro já foi visto à venda em livrarias grandes de São Paulo, como a Saraiva do Shopping Higienópolis e a Martins Fontes da avenida Paulista. E já pode ser achado também na Livraria Cultura e na Fnac.

O livro está sendo vendido com 20% de desconto pelo site da Saraiva.

Clique aqui para ir à loja virtual

A Livraria Cultura não tem desconto no momento, mas já tem o livro para pronta entrega em todo o Brasil.

Clique aqui para ir à loja virtual

O melhor preço para comprar “Comendo Londres” é o da Amazon brasileira, que dá 35% de desconto. O livro está disponível sob encomenda, e deve começar a ser entregue em breve.

Clique aqui para ir à loja virtual

Para quem prefere comprar livro em outras lojas, “Comendo Londres” também pode ser comprado nas Lojas Americanas.

Clique aqui para ir à loja virtual

Além de estar em destaque na loja da avenida Paulista, em São Paulo, “Comendo Londres” também é vendido com desconto pela livraria Martins Fontes.

Clique aqui para ir à loja virtual

 

A comida inglesa é a pior do mundo?

O subtítulo do livro “Comendo Londres” faz referência ao fato de que a gastronomia britânica tem fama de ser uma das piores do planeta.

Ao começar a conversar com as pessoas sobre o lançamento do guia, entretanto, muita gente no Brasil parecia desconhecer este estereótipo com a cardápio inglês.

Esta má-fama existe, é antiga e persistente.

Em 2009, quando o guia de turismo Lonely Planet resolveu fazer uma edição especial sobre comidas em viagens, todos os colaboradores do guia em todos os países foram convidados a votar nos melhores e piores do mundo. O Reino Unido ganhou com facilidade o título de pior comida. Nova York, Cingapura, Roma e Paris lideraram o topo do ranking, nesta ordem.

A própria concepção de “gastronomia” é muitas vezes colocada em oposição ao Reino Unido, e é comum ouvir piadas em que as pessoas perguntam de forma irônica: “Existe gastronomia na Inglaterra?”

Nesse contexto, uma frase do ex-presidente francês, Jacques Chirac, quase gerou um problema diplomático entre a França e a Inglaterra.

Sem saber que estava sendo ouvido por jornalistas enquanto conversava com o líder russo Vladimir Putin e o então chanceler alemão Gerhard Schroeder, em 2005, ele disse: “Você não pode confiar em um povo que cozinha tão mal assim. Depois da Finlândia, a Grã Bretanha é o país que tem a pior comida”.

“Comendo Londres” explica a origem dessa má-fama, fala sobre como a gastronomia inglesa evoluiu historicamente e chegou de fato a passar por períodos muito problemáticos, mas seu objetivo é mostrar que a má-fama é indevida.

É verdade que muitos pratos típicos dos ingleses são estranhos para o paladar brasileiro, mas mesmo eles são interessantes, e existe muita comida ótima ali.

Mesmo que exista um passado de comidas com qualidade questionável, muito mudou na Inglaterra toda e falar que come-se mal no país é um enorme exagero por cima de um estereótipo.

A ideia do livro é quebrar, mesmo que um pouco, a imagem estereotipada e superficial de que come-se mal na Inglaterra.

“Comendo Londres” está à venda nas grandes livrarias, como a Saraiva. Clique aqui para comprar